Medos que todas as mães tem.

postado em: Comportamento, Gravidez | 0

medos-mae-1viagem-fwface-fw

Finalmente conseguiu o tão esperado positivo e, de repente, fica com medos e dúvidas, não se sinta triste é muito natural sentir receio.

A má notícia é que esse sentimento vai durar toda a sua vida, de formas diferentes, mas uma mãe tem sempre medo de errar ou de fazer algo de errado com os filhos.

Os medos começam durante a gravidez com a incerteza do que comer, das posições de dormir, dos movimentos do bebê, depois o bebé nasce e temos medo que tenha fome, que tenha frio ou calor, que não esteja a desenvolver-se normalmente.

Não existe nenhum truque ou solução para evitar este medo, com o tempo aprendemos a desvalorizar um pouco e a acreditar nas nossas capacidades.

Medos que todas mães sentem

Medo de errar e falhar

Ninguém nasce a saber ser mãe, podemos ler e ouvir muitas teorias e ideias mas é na prática que aprendemos como tratar dos nossos filhos. O importante é aprender a selecionar a ajuda que vem do exterior. As pessoas adoram dar opiniões, mas é dentro da sua família que vai aprender a lidar com o ritmo e as necessidades do seu filho.

Medo de não amar o filho

Pode parecer estranho, como é que uma mãe pode ter medo de não amar um filho. A verdade é que a gravidez e depois o nascimento do bebê mexe muito com os sentimentos das mulheres e algumas chegam a sentir receio de não amar o filho, de não conseguir conciliar a vida como mãe, mulher e trabalhadora. Este receio é ainda maior em mulheres que são mães pela segunda vez, por vezes, sentem receio de não amar os filhos de forma igual. Mas o amor de mãe não se divide, multiplica-se.

Medo que aconteça algo ao bebê durante o sono

Todas as mães sentem receio que algo aconteça ao bebê durante o sono, especialmente, durante a noite em que a mãe também está a dormir. Quantas vezes nos levantamos durante a madrugada para ver se o bebê está a respirar, ou estranhamos quando dorme mais que o normal. O importante é ter alguns cuidados como a posição de dormir e cuidado com o excesso de roupa na cama.

Medo do parto

Os filmes e as novelas são os grandes culpados deste medo, assim como as amigas e familiares que adoram contar as histórias terríveis dos partos. A verdade é que o parto é um processo doloroso, mas que em circunstâncias normais passa rápido e é rapidamente esquecido a partir do momento em que pegamos no nosso bebê pela primeira vez. Além disso existem medicamentos de retiram as dores e permitem gozar o momento da melhor forma possível.

Fonte: gravidasonline